Quarta-feira, 11 de Maio de 2005

PERIGOS DOS SILÊNCIOS DE LATA

num.jpg

Ia levando uma reprimenda mas o companheiro Lutz safou-me a tempo. Uff!

Pois é, cara Helena, quantas vezes o problema se nos coloca? Perante um desaforo, se dele falamos damos importância e publicidade ao que não merece, cumprindo assim o efeito pretendido pelo meliante ou inconsciente. Se deixamos passar em claro, arriscamos a que a bola de neve dos desaforos seja um perigo de que damos conta quando já é tarde para deter. Entre dois males, é difícil escolher. Mas tem de se escolher.

O obscurantismo histórico, as grandes mistificações, fazem-se a partir de pequenos nadas. Levantam-se atoardas, gera-se efeito através dos caminhos da ignorância, baralha-se e torna-se a dar, a memória perde o efeito de exemplo, tarda nada volta tudo à mesma – à barbárie. No mínimo, ao revisionismo da sua desculpabilização.

Depois, os tolerantes e pessoas livres têm, por regra, um terrível handicap – tendem para a tolerância absoluta e olímpica. Passam tanto e tão bem entre os escolhos e a porcaria, olimpicamente serenos na superioridade da razão, da convicção, dos valores e da inteligência, que quando dão por ela têm o passo de ganso, o punho fechado ou o braço de mão estendida a mandar calar. No início, são meninos de coro com opiniões provocatórias a pedirem benevolência para com a irreverência e a diferença, depois rapam o cabelo e calçam botas, pegam no pingalim e estamos nós, de joelhos, a ouvir a verdade única.

Está a ver, Helena? Tentei ser elegante a afastar a blasfémia. O seu ímpeto confessado de me querer puxar as orelhas levou-me à rudeza para com a palermice perigosa. Sendo assim, só tenho que lhe agradecer.
publicado por João Tunes às 16:11
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Joo a 13 de Maio de 2005 às 16:43
Subscrevo, Helena.


De Helena a 11 de Maio de 2005 às 17:00
Quem está a levar puxões de orelhas - vários - sou eu!
E merecidos, ainda por cima.
É claro que têm razão: é preciso falar antes que seja tarde demais.
Mas que as nossas palavras dêem fruto. Que não sejam reacção, e sim acção inteligente, estratégia em defesa da democracia.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. SOBRE A EDUCAÇÃO TESTEMUN...

. UM ÁS DO CASTRISMO

. SOBRE A EDUCAÇÃO TESTEMUN...

. SOBRE A EDUCAÇÃO TESTEMUN...

. ENTÃO, O QUE TENS FEITO ?

. O QUE TEM DE SER A EUROPA...

. O QUE TEM DE SER A EUROPA...

. O QUE TEM DE SER A EUROPA...

. QUE FORÇA É ESSA?

.arquivos

. Setembro 2007

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds