Terça-feira, 12 de Abril de 2005

UM DIA DESTES

2004-12-23[1].jpg

Não, não me escapas. Hei-de apanhar-te por aí. Sim, que eu vou andar por aí, como os deserdados do Pombal. Enquanto estiver por aqui, é claro.

Isto da net tem que se lhe diga. Pois tem. Vemos palavras e imagens e não apalpamos almas. Porque o meio presta-se à representação. E, por aqui, muito fígado com cirrose veste pele de cordeiro. Mas eu ontem disse-te e confirmo – serei tonto se me enganar com uma voz (virá o primeiro dia de barrete enfiado). Porque a voz já é um pedaço ruim de disfarçar. Apanhamos o tom e os requebros, a sonoridade de afecto ou a secura do umbigo de viscondessa a requerer serviço de dama de companhia.

Olhando-te para o frontal, que posso dizer? Olha, que tens ar de catraio respeitável… E, felizmente, a foto não tem sotaque (e esta?). O que permite que, como venerável lampião, o abraço siga na volta deste correio.

Mas, acredita, eu vou andar por aí. E, mais dia, menos dia, vamos encontrar-nos por aí. Para desfiar conversas desafinadas, pois claro. Tem que ser. Só pode. Porque amigos sempre de acordo, são amigos pobres – daqueles que só se estimam em aula de canto coral.

Um abraço, amigo
[Error: Irreparable invalid markup ('<a [...] blank”>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<img alt="2004-12-23[1].jpg" src="http://agualisa2.blogs.sapo.pt/arquivo/2004-12-23[1].jpg" width="147" height="183" border="0" /><br><br>Não, não me escapas. Hei-de apanhar-te por aí. Sim, que eu vou <i>andar por aí</I>, como os deserdados do Pombal. Enquanto estiver por aqui, é claro.<br><br>Isto da net tem que se lhe diga. Pois tem. Vemos palavras e imagens e não apalpamos almas. Porque o meio presta-se à representação. E, por aqui, muito fígado com cirrose veste pele de cordeiro. Mas eu ontem disse-te e confirmo – serei tonto se me enganar com uma voz (virá o primeiro dia de barrete enfiado). Porque a voz já é um pedaço ruim de disfarçar. Apanhamos o tom e os requebros, a sonoridade de afecto ou a secura do umbigo de viscondessa a requerer serviço de dama de companhia.<br><br>Olhando-te para o frontal, que posso dizer? Olha, que tens ar de catraio respeitável… E, felizmente, a foto não tem sotaque (e esta?). O que permite que, como venerável <i>lampião</i>, o abraço siga na volta deste correio.<br><br>Mas, acredita, eu vou andar por aí. E, mais dia, menos dia, vamos encontrar-nos por aí. Para desfiar conversas desafinadas, pois claro. Tem que ser. Só pode. Porque amigos sempre de acordo, são amigos pobres – daqueles que só se estimam em aula de canto coral.<br><br>Um abraço, amigo <a href=http://acuso2.blogspot.com/ target= “ blank”><b>Werewolf</b></a>.
publicado por João Tunes às 16:40
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Joo a 13 de Abril de 2005 às 11:57
Mas o ditador referido era Hitler? Então estava certo. Julguei que o ditador referido fosse o "nosso" (salvo seja). Peço desculpa de ter baralhado os safados.


De th a 13 de Abril de 2005 às 00:41
Tendo eu visitado o blog do Lobisomem, eis que leio assim:
1933

Promulgação da nova Constituição Política.
Criação do SPN(Secretariado da Propaganda Nacional).
Promulgação da Carta Orgânica do Império Colonial Português e da Reforma Administrativa Ultramarina.
Alemanha: Hitler nomeado chanceler do Reich.

O que me leva a um tempo atrás, quando disse que tinha nascido no ano da subida ao poder do ditador e contestada pelo dignissímo JT...em que ficamos, meu amigo?


De Werewolf a 12 de Abril de 2005 às 22:44
Obrigado aos dois, ou melhor um para ti e um beijinho para a IO, com sotaque e tudo, que o sotaque é uma coisa linda, mas até me sinto um pouco envergonhado, então andei eu a arranjar uma imagem dum lobisomem e tu pespegas-me aqui com a minha chipola. Mas está bem não fiquei zangado. É certo que ao dobrar de uma qualquer esquina acabaremos por nos encontrar e teremos oportunidade de de por,os em dia as nossas cumplicidades e de marcarmos as nossas divergências, porque nós somos mesmo assim feitos de encontros e desencontros, mas é nos desencontros que ficamos mais fortes, quando temos alguém que nos ouve.
Abraço fraterno e solidário. Mário


De IO a 12 de Abril de 2005 às 18:19
lol!


De Joo a 12 de Abril de 2005 às 18:09
Agradece pá, já te arranjei um piropo da Isabella...


De IO a 12 de Abril de 2005 às 17:47
Eh, pá, o werewolf, quem diria!?... não te fazia já tão 'grande'!... _ abraço aos dois, IO.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. SOBRE A EDUCAÇÃO TESTEMUN...

. UM ÁS DO CASTRISMO

. SOBRE A EDUCAÇÃO TESTEMUN...

. SOBRE A EDUCAÇÃO TESTEMUN...

. ENTÃO, O QUE TENS FEITO ?

. O QUE TEM DE SER A EUROPA...

. O QUE TEM DE SER A EUROPA...

. O QUE TEM DE SER A EUROPA...

. QUE FORÇA É ESSA?

.arquivos

. Setembro 2007

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds