Quinta-feira, 7 de Abril de 2005

DE PRIMEIRA ATÉ À TERCEIRA E POR AÍ FORA…

espanha 219.jpg

Andar por aqui não evita tropeçar na sujidade (reparem na elegância do meu falar). É a ciber-liberdade. Para o melhor e o pior. No melhor, dá para fazer amigos e curtir cumplicidades. No pior, dá para receber arrotos de quem não se vê o nome vero nem a esbelta face que se possa acariciar com sopapo. Por mim, estou mais que habituado à regra do jogo.

Uma voz livre nunca é de segunda. Uma libertária, muito menos.

Não era só na África colonial, que os ferretes de primeira e segunda se usavam na carne do BI. Aqui, na sede imperial, todos éramos de primeiríssima mas, socialmente, a coisa ia até à terceira e por aí abaixo, que a segmentação classista era, no fascismo luso, a única modalidade autenticamente plural.

Não quero dar importância ao malandro estúpido que cuspiu na chuinga. Mas não resisto ao impulso do abraço solidário a uma querida amiga que não tenho o privilégio de conhecer o brilho dos (nos) olhos (o da escrita, isso sim, e que, como o algodão, não engana).

Há dias poucos, revi a estação de comboios do Pinhão, onde, na minha infância, terminava a minha odisseia ferroviária de, mala acartada e maior que eu, mudando ali para a camioneta de carreira que me levava à minha Sabrosa natal, ladeando terras de vinhas e de escravidão ao suor. A estação está recuperada e linda (os seus azulejos são um espanto!). É o meu solar e meu brasão. De borla, porque não tenho cêntimo metido na Companhia. Foi um momento grande de emoção de velho antecipado, partilhada com a única companhia que me merece, convidando-o, o à vontade da lágrima solta e livre. Lá está a memória da divisão entre os portugueses de primeiríssima de então (as salas de espera para passageiros de primeira e segunda classe mais outra, ao lado, para a massa grande dos de terceira classe). Roubei-lhe a imagem com a minha digital de trazer por casa e por tropeços. Fica aqui, com um abraço para a Isabella.
publicado por João Tunes às 15:28
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De RN a 10 de Abril de 2005 às 01:28
Já cá tinha estado e tido vontade de fazer uma chamada para o puxa, mas era tão tarde, como hoje, tão os olhos a fecharem-se...! Se não me perder pelo blog da Chuinga ainda hoje ponho lá em casa uma tabuleta a apontar para aqui.



De Joo a 7 de Abril de 2005 às 22:52
Cuinga, 7 abraços + 7 retribuições = 14 abraços de amizade. Um dia destes ainda damos uma volta fraternal ao mundo e ainda sobra.
L, as letras são "Sala de 1ª e 2ª Classe" à direita e "Sala de 3ª Classe" à esquerda. "Sala" entenda-se como "Sala de Espera". Repare-se que, por economia, houve a generosidade de juntar 1ª com 2ª, a 3ª é que tinha de estar segregada (também era a maioria...).
Oh th, venham de lá essas memórias de Pinhão e arredores!


De th a 7 de Abril de 2005 às 18:16
Fui várias vezes passar as vindimas em Vilarinho de Cotas, a casa de um tio-avô. Íamos até ao Pinhão de comboio e depois de camioneta, e na estrada que vai para Alijó vinha-nos buscar um burro que nos levava até lá acima...comi muitas vezes macarão com tomate que levavamos para as "rogas" (grupos de vindimadores que andavam de terra em terra).Quando vim para Lisboa, há 33 anos, a linha de Cascais ainda tinha 2ª e 3ª classes, penso eu. Por falar em carimbos...eu sou tripeira! eheheh


De L. a 7 de Abril de 2005 às 16:47
De primeira até à terceira e por aí fora, óptimo título. Tratando-se de pôr carimbos em pessoas, até nem é preciso ir muito longe, nem no tempo, nem no espaço geografico. É só estar com atenção e ter alguma memória. Afinal, há sempre um carimbo levantado e alguém com vontade para o deixar cair em qualquer um de nós com toda a força.
Não se vêem muito bem as letras por cima das portas, mas imagino o que seja.
Um abraço grande para a IO, em quem ponho o carimbo de muito lúcida.


De IO a 7 de Abril de 2005 às 16:35
Oh, pá, João, és um AMIGO!_ já adicionei o teu abraço ao meu 'post'. E deixo sete abraços, de primeira, para ti!!! Isabella


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. SOBRE A EDUCAÇÃO TESTEMUN...

. UM ÁS DO CASTRISMO

. SOBRE A EDUCAÇÃO TESTEMUN...

. SOBRE A EDUCAÇÃO TESTEMUN...

. ENTÃO, O QUE TENS FEITO ?

. O QUE TEM DE SER A EUROPA...

. O QUE TEM DE SER A EUROPA...

. O QUE TEM DE SER A EUROPA...

. QUE FORÇA É ESSA?

.arquivos

. Setembro 2007

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds