Domingo, 6 de Março de 2005

A LAS CINCO DE LA TARDE (7)

tor.jpg

A fiesta vive, sobretudo, do touro. De quem mais depende tudo que ali se passa. Para o bem e para o mal. Porque do seu carácter e forma depende o melhor e o pior. E o brilho e o talento do toureiro, quando este já passou pelas provas devidas, estão entregues à nobreza do animal bravo. E ele quer-se bravo. O máximo. E nobre, como são todos os bravos.

Os grandes momentos da faena estão ligados ao touro como actor principal. Primeiro, o maior dos grandes momentos, quando entra em praça e recupera parte da liberdade que lhe está no hábito e que traz da lezíria. Quando se revela na sua massa veloz e brava da sua meia tonelada em revolta contra o martírio da prisão do curro e querendo recuperar os campos sem fronteiras disposto a vencer obstáculos, qualquer obstáculo. Aí, ele revela-se. Toureiro e aficionados estudam-no, procuram entendê-lo e descobrir a luta que o feroz escolhe, determinando a faena cujas leis ele dita. E ai do humano que, querendo dominá-lo, se equivoque nesses breves instantes de estudo e de medida. Irá pagar por isso, com a vida ou com a vergonha da derrota. Depois deste primeiro grande momento, que é uma afirmação de vida, tudo fecha com o final, o supremo sacrifício, que é a morte. E aí depende do toureiro merecer o touro. Sobretudo nesse momento. Tudo o que está pelo meio é o intermédio, a arte, a suprema arte do domínio, os monumentos de desenhos góticos, mas ainda o intermédio. Que é uma soma de um depois e de um antes. A adaptação e a preparação. E a celebração dos momentos altos, os grandes momentos.

Vai-se a uma corrida pelos touros. Por isso se diz “ir aos touros”. Os toureiros estão lá para os merecerem.

Diz o cartaz:
Olivenza – 6 de Março de 2005
Enrique Ponce, El Juli e Miguel Ángel Perera para Touros de Zalduendo.


6 de Março é hoje? Então, hoje, é dia de touros. Até amanhã.

Adenda do dia seguinte: Em cheio. Pelos amigos a darem companhia a confirmar vontade de ter amigos (abraços, Manuel, Jorge e companheira). Pelos touros (todos nobres e daqueles que garantem boas lides). Pelos toureiros (Ponce –sempre Ponce; El Juli – melhor que nunca e que um dia poderá ser o Maior; Perera – a confirmação de um menino com enorme talento que vai ser sempre a abrir). Pelas faenas [Ponce – 2 orelhas (1+1); El Juli – 3 orelhas (2+1); Perera – 3 orelhas (2+1); todos com saída em ombros]. Porque em dia de praça cheia como um ovo, Olivenza voltou a ser Olivença (mais de metade dos aficionados eram portugueses), com votos que volte a ser Olivenza até à próxima corrida.
publicado por João Tunes às 01:20
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De IO a 6 de Março de 2005 às 22:08
E eu que, ao abrir, até confundi o da foto com o novo das finanças............ Já vieste, João? Abraço, IO.


De Brigida a 6 de Março de 2005 às 15:26
Também gosto de ir aos touros e há uma eternidade que não vou. Mas sempre preferi o toureio a cavalo do que a pé. Talvez pela admiração que tenho dos equídeos, é provavelmente o meu animal preferido. Gosto de os ver dançar em volta do touro, da sua elegância e magestade. Depois gosto dos forcados e do momento de pegar o touro, numa relação de força desigual. Gosto mais da festa portuguesa do que da fiesta espanhola, acho que por não matarem o touro no final. Uma vez, em Espanha, o toureiro deu 10 esticadas no touro sem o conseguir matar, foi um sofrimento deplorável. Não gostei. Mas reconheço que o touro sofreria menos se fosse morto na arena.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. SOBRE A EDUCAÇÃO TESTEMUN...

. UM ÁS DO CASTRISMO

. SOBRE A EDUCAÇÃO TESTEMUN...

. SOBRE A EDUCAÇÃO TESTEMUN...

. ENTÃO, O QUE TENS FEITO ?

. O QUE TEM DE SER A EUROPA...

. O QUE TEM DE SER A EUROPA...

. O QUE TEM DE SER A EUROPA...

. QUE FORÇA É ESSA?

.arquivos

. Setembro 2007

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds