Segunda-feira, 28 de Fevereiro de 2005

O AFINADOR DE MITOS

mc.jpg

Já tínhamos um afinador de máquinas na mais alta direcção partidária. Faltava-nos um afinador de mitos na blogosfera. Não se perdeu pela demora.

Desmontar um mito é mostrar o humano que alguém escondeu nele. Não é matar o humano do mito, mas humanizá-lo, aproximando-o de nós. Com o valor acrescido de se entender porque é que o mito foi construído (nas suas afirmações e silêncios). E quando entendemos alguma coisa sobre os nossos mitos acumulados, entendemos melhor os processos de compensações com que nos tecemos. O que se perde dá, com juros abundantes, para o que se ganha.

É uma tarefa de alto coturno. Só para gente de ambição intelectual que não recua perante o humano.

O blogo-companheiro da foto de cima meteu-se em tamanha empresa. Quem me faz companhia nesta (a)ventura cultural? Por mim, não lhe perco pitada. Sempre quero ver como ele se desenrasca…
publicado por João Tunes às 16:19
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Joo a 1 de Março de 2005 às 22:41
Amigo Manuel, essa não tem rigor algum. Aliás copiei a ideia da fotogenia (ao princípio estranha, mas mesmo o barreirense mais feio é sempre um cidadão esbelto, quando de esquerda) do nossso estimado e comum amigo Raimundo. E só reproduzi a foto para não ficar atrás no abraço de amizade. É que eu tenho um ciúme tremendo quando alguém se põe em bicos de pés para ser mais amigo que eu de um meu amigo. Primeiro, o Raimundo nem sequer é barreirense. Gostaria, gostaria, nota-se, mas não é, essa é que é essa. Segundo, ele pendurou-se na foto e quis apanhar boleia fotogénica. Diferente, eu deixei-te a ribalta toda, não me pendurei como o Emplastro. Quem é mais teu amigo, eu ou o Raimundo? Blogar também é isto. Grande abraço.


De Manuel Correia a 1 de Março de 2005 às 21:21
João, com essa da «fotogenia» desarmaste-me. Tonta e babadamente agradeço. Há cerca de vinte anos que ninguém se referia à minha fotogenia. Já estava a achar estranho... Bem hajas e aquele abraço.


De Joo a 1 de Março de 2005 às 12:38
Ora, quem afina também desafina. Sejam máquinas ou mitos. A arte de afinar confere manhas supremas para, quando se quer, desafinar sem que alguém disso dê conta. Mas o post não foi mais que um pretexto para dar à estampa a tua fotogenia, hombre! Abraço.


De Manuel Correia a 1 de Março de 2005 às 02:24
João Tunes,
Obrigado. Surpreendeu-me essa comparação (aproximação?) entre afinadores. É suposto os afinadores melhorarem (tornarem mais eficazes as coisas que afinam) enquanto eu me limito a verificar em que «pontos» as «memórias» e as «histórias» coincidem ou não. Isso faria de mim um desafinador de mitos, e não um afinador. E, no entanto...
Quanto às outras considerações que teceste acerca do enriquecimento cultural da desmitificação, assino por baixo.
Um abraço


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. SOBRE A EDUCAÇÃO TESTEMUN...

. UM ÁS DO CASTRISMO

. SOBRE A EDUCAÇÃO TESTEMUN...

. SOBRE A EDUCAÇÃO TESTEMUN...

. ENTÃO, O QUE TENS FEITO ?

. O QUE TEM DE SER A EUROPA...

. O QUE TEM DE SER A EUROPA...

. O QUE TEM DE SER A EUROPA...

. QUE FORÇA É ESSA?

.arquivos

. Setembro 2007

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds